Ocorreu um erro neste gadget

At 5:50 am

quinta-feira, 20 de agosto de 2009
Nossa, a correria que tem andado minha vida tem me matado. No sentido literal da palavra. A boa parte é que agora eu estou sempre com dinheiro no bolso. A pior é que estou sempre cansada, aflita, [/tá, é um pouco de exagero, mas é quase isso.

O mais impressionante é como o ser humano pode ser ambicioso, quanto mais dinheiro eu ganho mais esforços eu quero ter para ganhar mais dinheiro, e sei que a grande maioria das pessoas são assim.

Pois o dinheiro não nos trás felicidade, mas sim pleno conforto.

Bom, se tudo continuar bem como anda, ao que tudo indica nas férias vou poder ir para Bahia, isso se as datas coincidirem com o meu vestibular [/mais essa.

A princípio eu vou fazer direito, mas ainda tenho muitas dúvidas. Eu também me interesso por jornalismo e cara, cada vez mais tenho me apaixonado pela literatura. E quando todos começam a me encher a bola dizendo que sou ótima com palavras e etc fico mais convencida e tentada a me instruir mais sobre isso, estudar e quiçá um dia ser uma escritora de verdade.

Seria a vida que pedi a Deus. Faria o que eu amo: escrever. Faria eu mesma as capas de meus livros. Mas, faria o que eu amo. E ponto.

Ainda não me informei sobre faculdades de literatura, mas me apetece muito.

Na verdade verdadeira tenho pensado em tirar um ano de folga dos estudos. Um ano para pensar. Eu só tenho medo de perder o embalo, sabe. O gosto por estudar.

Eu quero passar a minha vida fazendo algo que eu goste. E talvez seja fácil e prazeroso para mim viver assim, pois quando me sento aqui no computador, quando toco meus dedos no teclado as idéias fluem como que por mágica, e às vezes crio coias apresentáveis. Eu sei que ainda tenho muito para aprender.

Eu não quero passar a vida em branco. Ser só mais uma Maria que se casou com um João. Eu quero ser alguém. Quero fazer algo BOM e ser reconhecida por isso.

Esse é o meu ideal de vida.

E sem falar que idéia da liberdade de escrever me deixa muito à vontade. Não estamos mais em tempos conservadores, a literatura hoje em dia é um deleite. Você pode escrever sobre o que quiser, e quanto mais polêmica a sua história mais ela vende. Tempos mais amenos. Tempos descomplicados.

Sábado faço mais uma tatuagem (a primeira foi o Mãe te amo, presente de aniversário :p), já até marquei para as 20:00.

A idéia de ter dinheiro pra ir pra Bahia me agrada muuuuito. Se conseguir a grana e o visto dos meus pais vou com a gorda, e com certeza vamos fazer várias farras, várias festas.

Sem falar que poder conhecer o gordo vai ser demais.

Vai ser como um teste, talvez. Como "vamos ver no que vai dar e... deixa a vida me levar"

É mais ou menos assim que estou levando as coisas ultimamente, deixando meu barco navegar à mercê da correnteza...

Aiai... são 5:50 am e estou aqui postando e pensando se vou ou não à aula. Na verdade a cama está me parecendo muito atraente. Ela quase sussurra ao pé do meu ouvido "Vem deitar comigo, to toda quentinha e te querendo"...

É capaz de eu rodar por falta... eu ando tirando folgas demais :p [/não remuneradas ¬¬

Bom, acho que é isso. Às vezes faço de um post um capítulo.. hehe

1 comentários:

  1. ]Laris[ disse...:

    escrever é lindo.... é algo libertador!!!!!

    todos blogueiros escritores,

    bjo

RÁ. Te peguei