Ocorreu um erro neste gadget

Histórias.............

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008
Hoje me acordei meio tonta, acho que a torpecência da minha solidão ainda não passou... posso me sentir sozinha no meio de uma multidão, pois às vezes no meio de milhões de pessoas só tem uma que eu quero encontrar, quero ver, quero sentir... E por mais irônico que isso pareça, essa pessoa não é nem de longe meu ícone de perfeição humana, não é um par perfeito (na verdade, meu par perfeito seria edward, do livro crepúsculo, mas ele não é real, apenas em meus sonhos...), na verdade essa pessoa é o avesso do avesso do avesso de tudo que planejei.

Vou dar uma idéia: meu par perfeito seria um homem inteligente, galanteador, maduro, com senso de humor, misterioso, muito romântico e muito carinhoso, mas sem ser grudento... pois é, imagine completamente o avesso de tudo isso....

Aha! Eis ai a pessoa que tem meu coração nas mãos, e nunca sabe o que fazer com ele. Bom, pra sacar melhor a história, teria que contar tudo do início, mas na verdade não estou com muita vontade... Talvez algum dia poderei contar na realidade tudo que aconteceu, tintin por tintin, sem que algumas lágrimas caiam de meus olhos... Bom, isso não devia acontecer, eu achei que as minhas lágrimas já tivessem secado, devia ter um limite de lágrimas, mas descobri que não é bem assim. Claro, sem pensar no assunto por muito tempo pude ficar livre dessas choromelas, mas então quando acho que estou preparada para encarar o assunto sem que se abra um buraco em meu peito, eis que as lágrimas rolam de meus olhos...

então penso:

"ei, achei que esse assunto não me causava mais tanta dor!.........."

Mas... meras ilusões, tudo bobagem. Bobagem gostar de alguém assim. O amor não devia ser algo que machuca, nao devia ser algo que impõe limites no nosso ser. Não devia ser algo egoísta, mas é extremamente egoísta, infelizmente. Então pensamos, se dói tanto lembrar, por que não jogamos fora as cartas, os presentes, as lembranças... por que não conseguimos? Isso e algum tipo de masoquismo? Mas, não adianta, mesmo tentando livrar-me das lembranças, elas estão em mim, e mesmo que não estivessem dentro de mim, elas moram na minha rua, elas atravessam a esquina, elas estudam na minha sala de aula. Como livrar-me disto?


1 comentários:

  1. Tatah ... disse...:

    Gata, sei como é isso mas eu acabei tendo sorte. Sabe por quê? Porque eu esperei. O cara que eu REALMENTE amo ja namorou anos, "desnamorou", ja se afastou de mim e agora voltou. É meu melhor amigo e nada como o tempo pra abaixar a poeira. Se tu se ve em mim, eu me vejo mais ainda em ti. Eu vejo que tu tem a força de uns 50 cavalos pra aguentar qualquer dor, mais do que um dia eu já tive. Aguenta firme ai. Eu vo tá do teu lado! No que precisar, dê um grito... Ja amo vc! Já entrou no clube das "gordas"... dps te explico ahhahaha bjoooooooo

RÁ. Te peguei